O retorno dos Vingadores!

vingadores2_21-650x400

Sucesso de bilheteria nos Estados Unidos, o novo filme dos Vingadores tem sua estréia oficial no Brasil nesta quinta-feira (23/04). 

Vamos começar com o simples fato de que: O filme é bom! O roteiro foi bem feito, os efeitos especiais são de cair o queixo e como de costume, a Marvel finaliza abrindo brecha para a nova fase dos Vingadores.

Depois do primeiro filme, uma duvida ficou no ar: Ultron será um vilão melhor do que o Loki? Bem galera, acredito que o Ultron foi um bom vilão, mas não chega a ser épico. Gostei do motivo dele ter adotado o propósito de destruir o mundo. Ele planeja salvar os humanos, simplesmente os destruindo. Por que “nós” já fazemos isso com os nossos semelhantes (guerras, assassinatos, etc…). Então ele pensa que está “prestando um favor”.

Acredito que o foco do longa seja reforçar a imagem da equipe como um time. Pois destaca a união dos Vingadores, inclusive na luta final onde estão cercados por um exército de robôs e o Homem de Ferro diz: – Vamos encarar isso juntos. E dai começa toda a pancadaria.

Outro ponto positivo, foi que trabalharam cuidadosamente a essência do Hulk. Mostrando que ele pode ser raivoso ao extremo, mas ele sente as consequências. Talvez o doutor Banner esteja conseguindo controlar a fera. Mas em algumas partes você nota a capacidade destrutiva dele. Pena que a Marvel não tem os direitos para fazer o filme do Planeta Hulk. Por que depois de tudo que esse monstro verde fez no filme, sem duvida, bani-lo da terra é uma opção.

A luta entre o Hulk e a Hulkbuster (armadura do Homem de Ferro feita especialmente para conter transformações inesperadas do Dr. Banner) é épica. Mesmo sendo uma luta de gigantes, o humor segue presente e você não consegue parar de rir.

E obviamente, não poderia deixar de lado o Gavião Arqueiro. Que é simplesmente mais Vingador do que todos imaginávamos. No primeiro filme ele não recebeu a devida atenção, sendo um personagem pouco aproveitado naquela oportunidade. Mas nesse filme ele tem falas boas, se mostra mais carismático e apresenta o seu lado familiar, o que deixou todos no cinema, surpresos.

Sobre o Visão, acho que o Paul Bettany se encaixou direitinho com o personagem. O personagem obtém uma das jóias do infinito na testa, tendo todos os poderes correspondentes a capacidade destrutiva da jóia. E que, acredito, será fundamental em Vingadores: Guerra Infinita.

E por fim, temos no final do filme uma conversa entre Tony Stark e Steve Rogers. Onde os dois dizem que sentirão falta um do outro e conversam como amigos. Óbvio que isso é para esquentar o que veremos em Capitão América: Guerra Civil. Onde o vilão é nada mais, nada menos que o Homem de Ferro. Então essa amizade pode não durar tanto.

O único ponto negativo foi a morte do Mercúrio. Gostei muito do personagem e merecia ser melhor trabalhado em outros filmes. Mas pelo visto só veremos a Feiticeira Escarlate (irmã dele) presente nas sequências.

Nota do filme: 7.0

Autor: Luiz Antunes / @_Luizblogger

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s