Bom, intenso e engraçado.

Quem-é-voce-Alasca-2

Bem galera, acabei de ler “Quem é você Alasca” e simplesmente adorei o livro. Recomendo que comprem ou baixem o eBook (como eu fiz), e leiam essa história.

Trata-se de um romance jovem, no qual Miles Halter é o protagonista. Magro, sem amigos e “normal demais” ele é transferido para o colégio interno ‘Culver Creek’, no Alabama. E essa mudança de ares, mesmo que logo no inicio do livro é uma reviravolta, tanto para o personagem, quanto para o leitor.

Chegando no novo ambiente de estudos, Miles faz amizade com seu colega de quarto, Chip Martin (mais conhecido como Coronel). E sob o forte calor do estado do Alabama, ele acaba sendo apresentado pelo Coronel para Alasca Young.

Então você pensa: – “Nossa que coisa mais clichê. Aposto que agora eles vão se casar, adotar um cachorro chamado Spike e Miles vai trabalhar no McDonald’s para sustentar os filhos e a esposa Alasca”. Mas isso não acontece galera. E por isso venho me surpreendendo tanto como livros do “John-Master-Green”.

Alasca é uma garota adorável, mas possui uma dupla personalidade intensa. Logo, você fica curioso para saber qual Alasca sempre vai estar presente em cada parte do livro (a boazinha ou a rebelde ao extremo). Linda, sensual e provocante, a garota “abala” o mundo de Halter no mesmo momento.

E a partir daquele dia, Miles começa a viver de forma diferente. Começa a fumar, beber e se permite fazer bobagens. Mas ao mesmo tempo, segue estudando e tenta desvendar seu “grande talvez”.

Em relação a características únicas, algo que o John Green sempre busca adicionar nos seus personagens, Miles adora saber as últimas palavras das pessoas que já morreram. E isso tem seus momentos hilários e tensos no decorrer da história.

Quando a Alasca morre, você sente um “choque”. O impacto do acontecimento te atinge. E no caso do Miles (que deu o último beijo nela antes de acontecer), que podia ter evitado juntamente com o Coronel, o peso da culpa os assombra terrivelmente.

Mesmo que Alasca tivesse namorado, isso não importava para o Halter. Os dias que sucederam do luto encheram os amigos de dúvidas. No caso, Chip e Miles foram em busca da resposta fundamental: Foi acidente ou suicídio.

O livro trata de forma delicada dos acontecimentos depois da morte. E você consegue imaginar tudo como um filme. Por que um adolescente apaixonado trataria daquela situação exatamente como o autor escreveu: Com muitas dúvidas e tendo que lidar com os sentimentos.

Um tanto constrangedor alguém conhecer todas as últimas palavras dos grandes heróis de guerra ou presidentes que morrem, e não saber as últimas palavras da pessoa que ama.

Então depois do clima triste, com os personagens mais regenerados da perda, eles decidem fazer um “trote” no colégio que ficasse eternizado. Tudo bolado como se ela estivesse ali. Uma espécie de homenagem para a Alasca. E devo dizer que ri demais na parte em que o ‘stripper’ dança na palestra.

O mais interessante de tudo isso, é que o livro não te dá respostas completas sobre determinadas questões. Como se o John Green te desse a liberdade de imaginar o que aconteceu com a Alasca, qual foi o grande talvez de Halter ou se Lara (meio que namorada do Miles) terá uma nova chance com o protagonista no futuro.

Não posso dizer quais serão as minhas últimas palavras nessa vida, mas posso dizer as últimas desse post: Vale a pena ler esse livro!

Luiz Antunes / @_Luizblogger

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s